Você sabe a diferença entre corretora e gestora de patrimônio? Conhecer as principais  características e diferenças de cada uma permitirá que você faça escolhas mais assertivas para os seus objetivos. 

Nos últimos anos a procura por uma gestão profissional do patrimônio aumentou. Para continuar com foco no crescimento de seus negócios, empresários e profissionais autônomos têm recorrido a empresas especializadas para cuidar de seu patrimônio. 

Contudo, nem sempre é fácil escolher o melhor caminho a ser percorrido para cada caso. E a dúvida, sabemos, deixa as pessoas paralisadas, o que pode levar a empresa até a perder dinheiro. Afinal, com uma boa gestão, tudo ganha o seu devido lugar, e o empresário ganha com isso. Patrimônio e dinheiro bem administrados são sinais de lucro. 

Para definir a melhor alternativa a fim de fazer a gestão de seu patrimônio, é fundamental saber a diferença entre corretora e gestora de patrimônio.

Diferença entre corretora e gestora

A corretora é o agente intermediador entre o empresário ou profissional liberal e o detentor dos ativos/créditos. Ela é quem faz a ponte na compra de ações, créditos, debêntures, títulos do governo, aplicações financeiras, etc. 

Uma corretora deverá mostrar os ativos existentes em sua carteira e auxiliá-lo a escolher o melhor fundo. Mas em geral, a corretora focalizará apenas naquele valor específico que você tiver disponibilizado para investir no momento. E essa é a diferença primordial entre corretora e gestora de patrimônio.

Uma gestora vai considerar o seu patrimônio como um todo. E cuidar dele para você. Vai estudar as suas circunstâncias de vida, o seu contexto, enfim, vai procurar conhecê-lo(a) melhor e apresentar propostas que estejam de acordo com os seus objetivos. 

Para fazer essa identificação, um gestor de patrimônio levantará algumas questões, como:

– Será que você realmente precisa comprar fundo imobiliário? Quais tipos de imóveis existem nesse fundo? 

– Será que você já não tem ativos imobiliários o suficiente em seu patrimônio e, nesse caso, é melhor direcionar o foco para logística?

– Ou então: você já tem uma aplicação financeira razoável aqui no Brasil, por que não comprar aplicação financeira em dólar?

Cada caso é singular. Será que o tipo de proteção patrimonial existente dentro do mercado financeiro necessária para uma fazenda de gado é a mesma de uma fazenda de cana ou trigo?  

Enfim, a gestora joga luz em todos os seus recursos e no processo de gestão dos seus ativos como um todo. Estudar o contexto é tarefa fundamental para geri-lo da maneira mais otimizada possível. E cultivar aquele olhar cuidadoso com o seu patrimônio é essencial, afinal, ele é fruto da dedicação e do trabalho de uma vida toda. E requer uma atenção diferenciada. 

Outras diferenças que podem ser destacadas

Uma gestão de patrimônio eficaz considera também toda a sua estrutura familiar. Quantos filhos você tem? Algum deles precisa de mais proteção? Você tem filhos fora do casamento? Tem ex-mulher? Quanto você tem de patrimônio investido em fazenda, imóveis, ativos imobilizados, por exemplo? Você precisa de liquidez a curto, médio ou longo prazo? Tem liquidez para uma eventual sucessão inesperada, que envolveria inventário, impostos sobre transmissão, emolumentos? 

Enfim, a gestora de patrimônio vai procurar compreender quais investimentos seriam os mais recomendados para o seu caso, considerando a sua vida como um todo. 

Esse modelo de atendimento das gestoras de patrimônio, por ser personalizado, tem o resultado  customizado levando em consideração as peculiaridades da  sua família, seu patrimônio como um todo e as melhores oportunidades do mercado (e tributárias) existentes para você. Como consequência, os empresários ou profissionais liberais sentem-se mais protegidos, com a certeza de que seus ativos estarão alocados da melhor forma possível. 

Para saber mais sobre gestão de patrimônio personalizada, entre em contato conosco

WhatsApp WhatsApp